O mix social no âmbito das políticas de habitação e de regeneração urbana: Uma análise comparada internacional

Publikation: Bidrag til bog/antologi/rapport/konference proceedingBidrag til bog/antologiForskningpeer review

Abstrakt

Em publicações anteriores (Alves, 2010 e 2012) discutiu-se a natureza voluntária ou forçada da concentração espacial de famílias com escassos recursos (educativos, económicos, …) em bairros de arrendamento social e privado, bem como a existência de ‘efeitos de área’ associados à sobre representação de problemas físicos, sociais e económicos em ‘áreas urbanas em crise’. A investigação empírica conduzida neste tipo de áreas permitiu demonstrar a relevância da composição social e da componente simbólica dos locais de residência para as oportunidades dos seus residentes, mas também que a dispersão espacial de famílias pobres não constitui, só por si, uma solução para os problemas de desvantagem, podendo inclusivamente adicionar outro tipo de dificuldades associadas à destruição de redes de interajuda e de apoio social.
No âmbito do estudo da relação entre políticas de habitação e processos de segregação socio-espacial numa perspetiva de análise comparada à escala internacional (Alves, 2015; Alves e Andersen, 2015) sublinhou-se a relevância do papel das ideologias na construção dos regimes de estado providência, lembrando que o estado providência “não é apenas um mecanismo que intervém – e talvez corrija – a estrutura de desigualdade; mas é, em si mesmo, um sistema de estratificação e uma força ativa no ordenamento das relações sociais” (Esping-Andersen, 1991: 104). Os objetivos, as metodologias e os impactos das políticas de mix social no contexto das políticas de habitação e de regeneração urbana devem ser escrutinados no contexto destas preocupações.
O presente texto, que procura articular a variedade de perspetivas que têm sido desenvolvidas no âmbito do debate sobre as políticas do mix social, estrutura-se em quatro partes. Na primeira reflete-se sobre a evolução das ideias de mix social na história do urbanismo e do planeamento territorial. Na segunda identificam-se as abordagens que têm sido usadas na formulação e implementação destas políticas em diferentes países europeus. Na terceira discutem-se as principais controvérsias que lhe têm estado associadas. Por fim, na quarta e última parte identificam-se algumas das novas questões de investigação que essas controvérsias sugerem para o futuro.
Bidragets oversatte titelThe social mix within the context of housing and urban regeneration policies: a comparative international analysis
OriginalsprogPortugisisk
TitelAmbiente, Território e Sociedade : Novas Agendas de Investigação
RedaktørerJoão Ferrão, Ana Horta
Antal sider7
UdgivelsesstedLisboa
ForlagICS. Imprensa de Ciências Sociais
Publikationsdato2015
Sider165-172
Kapitel18
ISBN (Trykt)978-972-671-363-0
StatusUdgivet - 2015

Fingeraftryk Dyk ned i forskningsemnerne om 'O mix social no âmbito das políticas de habitação e de regeneração urbana: Uma análise comparada internacional'. Sammen danner de et unikt fingeraftryk.

Citationsformater