Fatores e Processos de Segregação Socioespacial: o caso do Porto nas últimas décadas

Translated title of the contribution: Factors and Processes of Socio-Spatial Segregation: The Case of Porto over the last decades

Research output: Contribution to book/anthology/report/conference proceedingArticle in proceedingResearchpeer-review

67 Downloads (Pure)

Abstract

A segregação socioespacial, ou separação fisica dos grupos sociais no espaco geográfico, é o resultado da diferenciação em dois planos básicos. No plano do espaço geográfico, uma vez que o espaço físico é diverso e desigual nas suas características. No plano social, porque a desigual repartição de riqueza e de poder produz uma organização do sistema social em classes. A acção conjugada da diferenciação ao nível destes dois planos é responsável pela criação de estruturas socioespaciais mais ou menos desiguais que afectam as circunstâncias materiais e simbólicas dos territórios e da vida social. Esta comunicação visa reflectir sobre os fatores e os processos de segregação socioespacial na área metropolitana do Porto. Para tal apresentam-se os resultados preliminares de uma investigação cuja metodologia consistiu na análise e no tratamento de variáveis estatísticas (relativas às estruturas sociais, de emprego e do mercado de habitação) para a produção de mapas visando a identificação de regularidades socioespaciais à escala metropolitana.
Translated title of the contributionFactors and Processes of Socio-Spatial Segregation: The Case of Porto over the last decades
Original languagePortuguese
Title of host publicationAssociação Portuguesa de Geógrafos
Publication date2013
Pages364-372
Publication statusPublished - 2013
Externally publishedYes

Fingerprint Dive into the research topics of 'Factors and Processes of Socio-Spatial Segregation: The Case of Porto over the last decades: o caso do Porto nas últimas décadas'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this